FORTE CONCORRÊNCIA NO TRECHO RIO-SÃO PAULO

A ligação rodoviária Rio-São Paulo que, até poucos anos atrás, era feita apenas por quatro grandes empresas (1001, Itapemirim, Expresso Brasileiro e Expresso do Sul), agora apresenta nada menos as viações Penha, Adamantina e Catarinense, Riodoce, além da Águia Branca em substituição à Expresso Brasileiro. Naqueles tempos, quase não havia variação do preço da passagem, hoje altamente competitivo e variado de acordo com o horário e serviço. 

O passageiro, consumidor final, ganhou em qualidade de serviço e também no preço. As tarifas atuais na Rio de Janeiro x São Paulo se tornaram mais atraentes diante da competição do mercado, que recebeu bem os aplicativos de transporte que prometem tarifas ainda menores que às das linhas regulares, operadas por empresas tradicionais. Entre os principais aplicativos de transporte disputando espaço (e passageiro) temos: Águia Flex, ClickbusX, Wemobi, Flixbus e Buser. 

Logo, ganha o consumidor final - o passageiro. Eis que há algumas empresas que ainda estão pleiteando explorar a rota, como a Catedral. Mas fica a pergunta: será se há mercado e demanda suficiente para tantas empresas e aplicativos explorarem o trecho da Rio-São Paulo? Não está se tornando uma concorrência predatória? 

última atualização dos horários: hoje, às 00:07

Adblock Detectado

Atenção, foi detectado extensão Adblock em seu navegador.

Para visualizar corretamente esta página você deverá desativar